PRÓXIMOS CONCERTOS :


GRUPO CORAL VOX MARIS






Ver Agenda









Follow by Email

12 de setembro de 2013

Cantar num coro pode ser terapêutico para o coração

Artigo retirado neste linkhttp://www.publico.pt/

"Quando cantamos em coro, as nossas batidas cardíacas tendem a aumentar e diminuir em uníssono, em função da estrutura da música, dizem Björk Vickhoff, da Universidade de Gotemburgo (Suécia), e colegas, na revista Frontiers in Neuroscience.

A equipa, que inclui neurocientistas, músicos e cantores profissionais, está a desenvolver um projecto para determinar os efeitos puramente biológicos da música sobre o organismo humano com vista a utilizá-la em aplicações terapêuticas, explica em comunicado a revista científica.

Os cientistas recrutaram 15 jovens com 18 anos de ambos os sexos numa escola secundária daquela cidade sueca. Pediram-lhes para cantar juntos três “peças”, escrevem no artigo: “Um som monocórdico, respirando quando necessário; um hino, sem orientações sobre quando respirar; e um mantra, lentamente repetido, respirando entre as frases.” E registaram em contínuo o ritmo cardíaco de cada elemento do coro.

Os resultados mostram que cantar em coro tem um efeito directo sobre a actividade cardíaca de cada um dos participantes, que tende essencialmente a aumentar e diminuir em todos ao mesmo tempo. “O canto regula a actividade do nervo vago, implicado na vida emocional e na comunicação com outrem”, diz Vickhoff. “As canções com frases longas surtem o mesmo efeito que os exercícios de controlo da respiração no ioga. Ou seja, através do canto, conseguimos exercer um certo controlo sobre os nossos estados mentais.”

Os cientistas pensam que estes efeitos potencialmente benéficos do canto se devem ao facto de que cantar impõe um padrão de respiração calmo e regular, o que por sua vez influencia fortemente a variabilidade das batidas cardíacas. E tencionam agora estudar se esta sincronização biológica dos cantores corais também poderá fazer aumentar a capacidade de os participantes colaborarem entre eles. “Queremos testar o canto coral como promotor do reforço das relações de trabalho nas escolas”, diz Vickhoff."

Sem comentários: